VER IMAGEM



FESTIVAL DE ARTES E ORAÇÃO

Um FESTIVAL com mística… uma opção!

 

O FESTIVAL DE ARTES E ORAÇÃO, primeiro Festival português de inspiração cristã, que se realiza desde 2003, procura oferecer um tempo de vivência da mística da vida peregrina, ao encontro de si mesma em Deus, evocando a peregrinação do povo de Deus pelo deserto a caminho da Terra Prometida, celebrando as maravilhas de Deus em seu favor na Festa das Tendas (Livro de Levítico, 23,33).

 

Peregrinamos na vida, a caminho de quê?

Para a mística materialista, peregrinamos a caminho do nada; para os que acreditam na dimensão espiritual da vida humana, peregrinamos para a vida plena em ressurreição definitiva!

 

Por isso, faz todo o sentido que nós, povo de Deus da Nova Aliança, paremos nesta nossa peregrinação para a Pátria definitiva: paremos e façamos festa uns com os outros para o nosso Deus, pondo aí a render os nossos talentos e reservando tempo para nos colocarmos em directo com o nosso Deus!

 

FESTIVAL DE ARTES E ORAÇÃO: ORIGEM

O “Festival de Artes e Oração” é a evolução natural da “Festa das Tendas”, um tempo de oração e festa, em acampamento, evocando a Festa das Tendas hebraica, que a Comunidade Cristo de Betânea começou por realizar ainda no final dos anos 80 do século XX, reunindo anualmente jovens e adultos que se identificavam com esta Comunidade para, com eles, proporcionar uma vivência da mística da vida peregrina, evocando precisamente a Festa das Tendas bíblica.
A Festa das Tendas realizou-se anualmente na década de 90 em diversos pontos do país, embora a maioria das vezes em Fátima.

Entrados no terceiro milénio, o Espírito Santo inspirou à fundadora da Comunidade Cristo de Betânea, Hercília Pinto, que a Festa das Tendas sofresse uma evolução a diversos níveis: sentindo a urgência da Nova Evangelização, em particular dos jovens, logo no rescaldo do ano 2000 a fundadora da Comunidade sentiu a urgência da realização de um evento alternativo a inúmeros festivais sem qualquer consonância com os valores cristãos, em especial os valores morais e espirituais: um Festival que proporcionasse uma experiência espiritual de encontro com Deus e que provocasse uma transformação nas vidas dos participantes, através de momentos de oração e de arte - musical e outras -, bem como uma oportunidade de enriquecimento sócio-cultural, através de conferências e outros momentos de aprendizagem, em consonância com os valores cristãos, em especial os valores morais e espirituais. Tudo isto no convívio de gerações e em contacto com a natureza.

No ano de 2003 concretizou-se o referido apelo, tendo-se organizado, na Figueira da Foz, pela primeira vez num espaço ao ar livre três dias de actividades, entre as quais música e outras artes, mas sobretudo tempo para oração do coração…
Em 2004 e 2005 o Festival realizou-se de novo na Figueira da Foz, passando em 2006 para Alcobaça, onde se realizou também em 2007 e 2008.

Em 2009 foi-nos sugerido um espaço mais adequado ao objectivo do Festival – nas Matas, diocese de Leiria-Fátima, onde se realizou a edição de 2009 e 2010 do “Festival de Artes e Oração”.

Em 2011, ano de Jornada Mundial da Juventude, em Madrid, não se realizou o Festival.

Nos primeiros anos, este evento designou-se genericamente como “Festival Cristão de Verão”. Após as primeiras edições, o Festival adoptou posteriormente a designação “Festival de Artes e Oração", exprimindo mais claramente a sua especificidade e visão inicial do projecto: um tempo de enriquecimento artístico-cultural e crescimento espiritual.

PARA TEMPOS NOVOS, EVENTOS NOVOS!

A “novidade” desta nossa época está na cultura agressiva para o ser humano, incapaz de operar a sua felicidade: é tempo de confusão e mistura de valores, gerada pela cultura laico-materialista, que nos reconduziu a um paradoxo de fé pagã, para os que ainda acreditam em Deus; os outros, ficam fechados em si mesmos e em círculos sociais, para os quais pouco mais vale a pessoa humana do que mero objecto, alvo de interesses medidos em termos económicos. Para esses, Deus e a pessoa humana valem menos que o dinheiro: ficou desvalorizada a família natural e o amor confundiu-se com o egoísmo, tal como a verdade com a mentira.

Assim como a família, perdeu-se também o diálogo de gerações. E por onde passou este vendaval - e muitos atingiu -, ficou a solidão e a ansiedade!

 

Nesta nova cultura do vazio ficou de pé, no coração do homem, o desejo de preencher esse enorme vazio interior provocado pela perda de sentido de Deus, que se traduz muitas vezes na atitude do peregrino, cristão ou não, que busca encontrar alimento que preencha vazios espirituais.

Uma prova deste forte desejo de preencher vazios está na busca ansiosa e crescente de festas e festivais, que se multiplicam por aí para todos os gostos, e que arrebatam jovens e menos jovens sem, contudo, os preencher em profundidade, a não ser no momento imediato.

 

O FESTIVAL DE ARTES E ORAÇÃO pretende precisamente preencher vazios interiores, dar respostas a inquietações pessoais, proporcionar novos e oportunos conhecimentos, oferecer repouso, tranquilidade, relaxamento de tensões da caminhada nesta vida peregrina, proporcionando um “estágio” de saudável convívio humano que muitas vezes não existe…

Faz todo o sentido a vivência do Festival em tenda, para uma melhor experiência da peregrinação…o que poderá parecer estranho, no século XXI!

Orientadores competentes de palestras e workshops artísticos, bíblicos, vocacionais são anualmente convidados para abordarem assuntos ligados à nossa inserção na vida familiar, cívica, eclesial e espiritual, momentos que se intercalam com os tempos de meditação, reflexão, descontracção, lazer, desenvolvimento de competências artísticas e de serviço aos outros, de convívio e de silêncio orante, na busca da saúde plena de corpo, alma e espírito, em contacto com a natureza e Seu Criador, o Deus que procuramos sempre mais!

A par destes momentos não falta a animação de rua, os desportos, o acolhimento personalizado e os tempos fortes em directo com Deus, pessoais e comunitários, a Eucaristia celebrada e adorada, a oração para a cura interior, cura psico-espiritual das doenças e dos vazios provocados por esta cultura.

Através do Vigário Geral da diocese de Leiria-Fátima, Rev. Padre Jorge Guarda, recebemos em 2010 o apoio à iniciativa: “O Bispo diocesano faz votos de que tal realização contribua para a revitalização da fé nas pessoas… Que Nossa Senhora de Fátima e Santo Agostinho, padroeiros desta Diocese, intercedam por essa realização e a protejam.”

 


 

FESTIVAL DE ARTES E ORAÇÃO

LOCAL: FATIMA

Coordenadas Geográficas GPS
Latitude:
39,62995 N, Longitude: -8,6643 W

 

 

Logística / INFO. / PROGRAMA ACTUALIZADO EM:

facebook.com/festivaldearteseoracao

facebook.com/cristobetanea.net

 

INSCRIÇÕES:
Inscreva-se AQUI ! A sua inscrição ficará confirmada de imediato. Só
precisa de aparecer no Festival.


Nota: Menores de 18 anos terão de ser acompanhados por seus responsáveis ou entregar, à chegada, Termo de Responsabilidade do seu encarregado de educação.

MAIS INFORMAÇÕES:

Comunidade Cristo de Betânea

Telf: 252911220 / E-mail: geral@festivaldearteseoracao.com

Tlm: 96 6756141 / 96 4111166 / 91 5551875 / 93 8720172


Consulte também:

www.cristobetanea.net
facebook.com/cristobetanea.net